segunda-feira, 3 de abril de 2017

Princesa Els

E aqui estou mais uma vez na casa da poderosa e majestosa princesa. Ela tão linda e verdadeira, com esses olhos marrons como faróis da madrugada, aliás, da avenida que liga o centro aos bairros periféricos dessa cidade paulista no meio do nada. 

Eu vou sentir falta desses olhos tão luminosos. E o mundo que sempre foi tão mundo, com ela, passou a ser tão mais verdadeiro, leve e tranquilo de se viver. Eu queria que esses minutos durassem para sempre, mas sei que não vão durar. Infelizmente.

Hoje, sussurrei algo que não deveria ter sussurrado. Mas afinal, quem se importa? Ninguém sabe o dia de amanhã e o que vai acontecer nesse próximo minuto. Então, que seja intenso cada pequeno momento que passamos juntos.

E ah, como foi bom passar esse tempo com ela. Mas assim como as melhores temporadas, se foi. Mas é assim que é a vida. E os bons momentos, bem, os bons momentos são feitos para serem lembrados e nunca mais revividos. E assim que vai ser, para todo o sempre, cada singelo sorriso, se tornando eterno assim como sua voz doce e eterna.

Eternidade em meu coração, bem lá no fundo mais obscuro e negro do vale das cinzas. No final, a princesa garantiu seu altar em um lugar inóspito e sem vida.

Nenhum comentário: