domingo, 18 de setembro de 2016

Qual o sentido da vida?


Em uma cena intrigante, no premiado Clube da Luta, o lutador e terrorista, Tyler Durden, interpretado por Brad Pitty, faz um diálogo interessante com o seu alter ego sem nome. Ele fala sobre as conversas que tinha com seu pai. Ele disse que seu velho pediu para ele fazer uma faculdade, assim que a terminasse, arranjasse um emprego e sucessivamente, casasse.

Ainda nesse filme, existe um outro diálogo a respeito de que somos uma geração criada por mulheres, e que não faria sentido buscarmos outra. Talvez tudo fosse mais fácil se tivéssemos um propósito, assim como os programas em Matrix. Mas não temos. Não temos nada definido. E já que eu citei dois filmes, bora terminar com uma frase do Coringa: “Somos cachorros perseguindo carros, não sabemos o que fazer quando alcançamos um.”

Você vai acordar amanhã às 7h, tomar um belo de um banho, seguido de um café da manhã meia boca e vai trabalhar. Porque já que você, assim como eu, não tem propósito. O seu objetivo é seguir a rotina diária e com um sorriso eterno no rosto. Não vale ser amargo, viu amiguinho?

Nenhum comentário: