sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Aqueles seus olhos claros me atordoam. Faz muito tempo que não ouço sua voz. E pelo visto não vai ser hoje que vou ouvir. Mas às vezes me pergunto o motivo de me encarar tanto. Queria saber, mas não tenho coragem de perguntar.

Então, segue o jogo.

Nenhum comentário: