domingo, 31 de janeiro de 2016

Dinheiro traz felicidade?

Imagine o cenário: Tudo que você quiser, será realizado.  Você quer R$15.000, beleza, está ai. Por acaso você também quer a mulher mais desejada da cidade, ok.  Aquela empresa que é conhecida em toda a região, você também quer. E você também a tem.

Nos primeiros dias, meses, e até anos, seria incrível. Mas com o passar do tempo, tudo isso desabaria. Não teria mais sentido. Até porque o legal da vida é ter um objetivo. Se você não tiver um caminho e uma batalha, tudo seria um grande caos. Uma fruta murcha. 


Mas antes de começar a correr atrás de um objetivo. Saiba que o caminho tem que valer a pena, a estrada deve ser aproveitada mais que o objetivo em si. O objetivo é apenas mais um detalhe. A batalha é que fará os seus dias. Pense bem. 

sábado, 30 de janeiro de 2016

Não deixe a faculdade aprisionar a sua criatividade

Pou. Tive um insight. Abria um documento no word e mandava bala. Escrevia igual um lunático. Essa era minha rotina, quando escrevia muito aqui na blogosfera. Ai entrei no tal do Jornalismo. Pensei: “Ah, vou escrever bastante, aprimorar a minha escrita e pans.”

Tá, aprimorei a minha escrita. Mas boa parte dos insights acabaram. Não tenho um há um tempo e digo mais, perdi até um pouco o tesão de escrever. Mas o tempo passou, hoje consigo separar as coisas. E sei que a faculdade em si não foi capaz de me brochar, mas os acontecimentos.

Muita coisa aconteceu. Engoli uma realidade cheia de limitações e verdades escarradas. Mas agora, não sei o motivo especifico, tive coragem de voltar a escrever no blog. Sei que pouca gente vai ler, e mesmo os que lerem, não serão mais conhecidos, como um dia foram os leitores do Blog Mente Aberta. Mas resolvi voltar.

Uma coisa que a faculdade faz é podar. Não deixe que ela aprisiona a vontade de mudar que você tem. Manda todos os estereótipos para a puta que pariu. O mundo busca pessoas que podem fazer diferente. Pessoas mais humanas, que se importam e tem uma visão diferente do futuro.

Mesmo que as pessoas lhe chamem de louco, continue. Se você tem um sonho que lhe tira o fôlego, não tem porque deixar para amanhã. O hoje é a única coisa que você realmente precisa.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Libere seu monstro interior

Todos os dias eram iguais para Cristian. Acordava, ia trabalhar, do trabalho malhava e a noite ia para a faculdade. Igual. Essa era a palavra que definia a sua vida.

Um dia, não aguentando mais aquela vida pé no saco. Pegou um taco de beisebol. Andou pelo corredor, viu aquele gerente chato e bateu forte em sua cabeça. Ele viu o sangue escorrendo, pulo em cima do seu ex-patrão e bateu mais uma vez, o suficiente para rachar seu crânio ao meio.

Levantou-se. Todos ficaram atônitos. O sangue escorreu em seu rosto. Ele sorriu. Planejava fazer aquilo enquanto construía relatórios semanais. Ainda mais depois do esporro sem sentido que tomou no dia anterior.

Correu. Pegou a moto e foi embora. Encheu o tanque e andou sem rumo naquela rodovia. Enquanto a água respingava em seu capacete, ele pensava que aquilo tinha sido a coisa mais louca que já havia feito. De repente, pensou na família do gerente.

Sentiu-se atormentando. Mas depois pensou que aquilo foi apenas um impulso. Não deveria segurar, assim como seu terapeuta havia recomendado. As coisas já tinham sido feitas, não tinha como voltar atrás. Talvez em dois ou três dias, a polícia o pegaria e ele seria preso.

Mais uma aventura. Como seria o dia a dia na cadeia? Mais uma coisa que ele nunca tinha experimentado. Com medo da rotina, Cristian resolveu pular, sem olhar para trás. O que diferencia ele de você? Você não tem coragem. Ele tem.

Não estou incentivando você a matar seu chefe, ok? Mas se você não soltar seus bichos aos poucos, você pode guardar um monstro. Ai meu amigo, você não vai ter como suportá-lo. Ele vai estourar, um dia mais, um dia menos.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Não acordo

Todos os dias quando acordo, me sinto culpado. Não consigo acordar com o despertador. Fico preocupado. Afinal, pessoas bem sucedidas acordam cedo. E eu não consigo acordar antes da 8h. Engraçado que na época de ensino médio, conseguia acordar as 6h e ir dormir às 0h. Era cansativo, era. Mas eu conseguia.


Agora, com 20 e tantos, não consigo dormir menos que 10 horas. Talvez falte uma motivação. Ou quem sabe algo para iniciar o dia. Sempre a mesma expectativa e a frustração também é igual. Não acordei de novo. Vida que segue.  Amanhã, talvez eu acorde cedo. Ou não.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Hora de perseguir o sonho

Decidi. Quero ser escritor. Depender de outras pessoas não serve para nada. O mundo da literatura é intrigante. Mas mesmo assim, muitas pessoas acham que perseguir esse sonho é algo surreal. Será mesmo? Estou cansado de ligar para o que as pessoas pensam e decreto hoje, dia 21 de janeiro como o dia D. O dia em que passarei a ser escritor de verdade. Acredite você ou não.


#diad #dia1

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

“Escrever é um trabalho solitário. Ter alguém que acredita em você faz muita diferença. Eles não precisam fazer discursos motivacionais. Basta acreditar.”

Stephen King no livro "Sobre a Escrita"

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

_Esta divisão não me parece justa – comentei. – Você fez a maior parte do trabalho neste caso. Eu ganhei uma esposa e Jones obtém um maior prestigio. E para você, o que sobra?

_Para mim, respondeu Sherlock Holmes, sempre resta o vidro de cocaína.


Sherlock em “O signo dos quatro” (Sir Arthur Conan Doyle)