domingo, 13 de abril de 2014

Futebol de Várzea


O suor desce nos olhos.  A bola é dividida entre você e o adversário. Você arranca e sai na cara do gol, tenta dar uma cavadinha, mas manda a bola para fora. Outro lance acontece e dessa vez você bate firme na bola, ela “emburrada” morre dentro das redes. Outra jogada, dessa vez, você perde a pelota e o jogo continua.

Esse é o futebol de várzea. Emoção desde o inicio! Mas tem algo que é mais importante do que o vencer nesse futebol, e é a amizade e o amor pelo futebol. Sim, é possível colocar a amizade acima do vencer. Porque jogar apenas por vencer não passa de um pensamento limitado e muitas vezes doentio.

O futebol é contato, mas temos que saber que esse contato vai até certo ponto. Ser maldoso não passa de uma atitude estúpida. Ganhar faz parte e todos querem isso. Ninguém joga para perder, mas existem lances que dão no mínimo nojo. Existem pessoas que querem jogar futebol apenas para a violência, e isso não passa de uma grande estupidez, já que o futebol de várzea não tem como objetivo a violência.

Depois do jogo, pede uma Coca, “sete conto véi? Tá caro! Mas vou levar!”. Assuntos do jogo, assuntos do futebol de fora. Campeonato Brasileiro tá fraco? Que tal falar de inglês, italiano? Vai prestar um concurso?   Passou? Vamos jogar moeda em você, porque você é mercenário! É claro que não passa de brincadeira, porque o futebol de várzea é acima de inimizade, ele une as pessoas entorno do que elas mais gostam de fazer, jogar futebol.


Você pode gostar: 




Um comentário:

Aline disse...

Há muito tempo me fazendo entender melhor o futebol! ;)