quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Questione!


A profissão de policial devia ser uma das mais honrosas o possível, porém, acontece que hoje estamos vendo uma podridão sem tamanho. Que enlaça o sistema executivo ao legislativo.  Como toda  profissão, existem as brigas internas que fazem com que a segurança do povo fique ameaçada.

Além das brigas de caráter interno, existe a mídia que adora emperrar o trabalho da polícia. Lembra do caso Lindenberg, onde esse rapaz aprisionou duas garotas e acabou assassinando sua ex-namorada? E de saber que aquele babaca não foi abatido por causa da pressão midiática.

Talvez você pense em direitos humanos e bla bla bla. Mas onde ficou o direito da menina que estava sendo ameaçada de morte? Que logo em seguida, as ameaças se tornaram fatos sólidos. O ser humano perde seu direito quando ameaça o de seu semelhante. Porém, se os policiais que tinham o “jovem trabalhador” Lindenberg em sua mira tivessem atirado contra o rapaz, acabaria que eles seriam os vilões. Está ai o problema da mídia, ela acaba  apodrecendo o papel de várias profissões.

Lembram-se das eleições de 2006, quando no primeiro turno a Rede Globo atacava de forma insistente o PT, levando o poderoso Lula ao segundo turno. No meio tempo entre o primeiro e o segundo turno, o PT investiu na Globo, e “milagrosamente” a Globo amenizou as críticas contra o Lula, e em seguida o  “nosso santo presidente”  se reelegeu. E olha, nem falei do mensalão...

É complicado saber que nossa sociedade está podre, e dois meios que deveriam ser em prol da população estão arruinados pela corrupção e pelo capital. E o que eu e você devemos fazer nesse fogo cruzado de podridão?


Responder essa pergunta é foda, já que não sabemos o que nos ronda, tampouco o que é verdade e o que é mentira. Eu acho que devemos questionar e tentar ouvir todos os lados. Afinal, tudo é tendencioso, assim como a polícia, a mídia e porque não, o meu blog. Tenha cuidado galera! Não se iluda apenas por um meio para ter uma opinião formada, questione!

Nenhum comentário: