sábado, 21 de setembro de 2013

O que compartilhar?



No século XXI, estamos vivenciando algo que mudou totalmente a maneira do ser humano se comunicar, que são as redes sociais. Essa rede é capaz de transmitir ideias para o mundo todo em questão de segundos. Porém, surgiu uma dúvida, que é como saber separar o que é público e o que é privado.

A disseminação de ideias evoluiu de forma exponencial desde que o mundo se conectou. Um fato recente foi a Primavera Árabe, onde uma ideologia foi espalhada e transformada em queda de ditadores. Esse fato mostrou que uma ideia pode ser implantada em uma população a partir da internet.

Além disso, uma simples frase é capaz de transformar o dia de alguém, como um elogio para uma pessoa depressiva ou até mesmo uma dica. Mostrando que existem coisas que devem ser passadas para o próximo ( ou não tão próximo ). Porque o ser humano é um “bicho social” e tem a necessidade de expor o que pensa e sente.

Porém, existem problemas na divulgação de informação pessoal. E em alguns casos, as pessoas expõem o que não deve ser compartilhado, como a foto de sua casa ou até mesmo um destino. Porque infelizmente existem pessoas de má fé que acabam se aproveitando desse tipo de informação, lembrando que qualquer um pode ter acesso a sua conta, e o inimigo pode estar até mesmo em seu ciclo de amizades.


Para que exista uma separação entre o público e o privado, é necessário que exista uma noção do que pode ser compartilhado e com quem compartilhar. Para isso acontecer é necessário que as mídias batam na tecla do que é particular e o que é público, sendo que educar também é um papel da mídia. Tudo isso deve ser feito para que as pessoas entendam que mesmo em um mundo conectado, ainda existem  coisas que precisam ser mantidas em “off”.

Nenhum comentário: