domingo, 15 de setembro de 2013

Liberdade vem depois do sonho?



Estava pensando nessa pergunta ao analisar como algumas pessoas enfrentam a dependência financeira e psicológica. Um exemplo claro disso é quando um adolescente mora com seus pais e está cursando um curso de nível superior.

Nessa idade, vem em nossas cabeças várias incógnitas, como quando começar a trabalhar e o que vem a ser um desejo da maioria dos jovens, que é morar sozinho. Mas o problema é que caso a escolha seja feita a partir de uma suposta independência, acabamos perdendo várias coisas.

Já estudei e trabalhei na época do ensino médio, e sei o quão ruim é. E olha que eu to falando de escola pública e no período noturno. Imagine levar um curso superior e conciliar com um trabalho? Olha, sei que existem casos e casos. Porém, o que vou falar nas próximas linhas é para repensar no que você anda querendo fazer.

Existem ciclos na nossa vida. E na vida de um jovem existem os seguintes: 1- Curtir a escola ( jogos, conversas jogadas fora e tal ); 2- Estudar firme para o vestibular; 3- Levar o curso superior da melhor forma possível e 3- Trabalhar.

Acredito que esse seja o ciclo a ser seguido. Eu, por exemplo, acabei pulando etapas e acabei não tendo uma preparação adequada para o vestibular. Embora, todos queiram ter sua quase independência financeira, antecipar algum ciclo seria no mínimo displicência.

Em alguns casos, os pais acabam pressionando muito ou até mesmo fazendo uma pressão quase que ditatorial. Porém, em tais casos, é necessário sangue frio e pensar que tudo que você está fazendo é por um objetivo. E para toda escolha é necessário uma renúncia, e nesse caso seria a renúncia da liberdade por um bem maior, que seria a profissão que você almeja.

Entretanto, caso não exista outra saída, e você realmente tenha que trabalhar. Que faça isso da melhor forma possível, sem se achar um coitado. Porque a sociedade adora pisar e espatifar aqueles que se acham vítimas do destino.

É claro que existem casos extremos, e para tais, são necessárias medidas extremas. Porém, minha dica é que não se pule ciclos. Lute primeiro pelo seu sonho, e a liberdade será consequência disso. E foda-se o que os outros digam! Muitas vezes, acabamos invejando aqueles que têm  grana no período da faculdade. Porém, quando esse pensamento vir em sua cabeça, lembre-se que você está lutando por você. E a construção é progressiva e árdua, e não de uma hora para a outra.

Nenhum comentário: