domingo, 9 de dezembro de 2012

Sou Chelrinthians!


Lembro da derrota alvinegra para o Santos de Robinho e Diego, lembro também do time tetracampeão brasileiro com Tevez e Nilmar, chorei com a queda do timão para a segunda divisão em 2007, vi o Corinthians ganhar o primeiro jogo contra o Boca Juniors da cama de hospital e vi também meu timão ser campeão da libertadores.

Do outro lado do plano, vi meu Blues ser bicampeão inglês da temporada 04-05 e 05-06, vi meu Chelsea perder para o Liverpool em 2005 na eliminatória do torneio continental, fiquei muito triste com a derrota para o Manchester United na Champions 2008 nos pênaltis, e vi a consagração londrina contra o Bayern de Munique na Champions League com Cech, Drogba, Lampard e Cia.

Duas paixões mescladas, uma pela qual eu nasci, outra que eu escolhi e aprendi a adorar. Já acompanhei demais futebol, hoje em dia sou mais tranquilo, mas esse evento não podia deixar de ser relatado por mim Reinaldo, sendo que sou Timão e Blues de coração. O problema é que o campeão da Champions e Libertadores da América caem em chaves opostas no Mundial Interclubes, e podem se enfrentar na final do torneio.

Ambos foram campeões continentais pela primeira vez, chega a ser uma ironia do destino haver um confronto entre dois times que adoro tanto. Irei torcer para o Corinthians por ser meu time de berço, mas bem no fundo haverá um fundinho azul no meu peito.

Não importa quem ganhe, o meu gostar vai ficar intacto para ambos os lados. Fiquei extremamente feliz com a conquista do Chelsea e do Corinthians, mas não queria ter esse sentimento de ter que torcer contra um dos dois, no caso o Chelsea.

É um dos sentimentos mais estranhos que o futebol já me proporcionou, não é tristeza nem medo, é uma ansiedade fora do comum, afinal, pela primeira vez em anos, irei torcer contra o Chelsea. Mas se o Chelsea for campeão sorrirei, e se o Corinthians ganhar também o farei, o que não pode é algum dos dois perder nas semi, ai seria demais, ou melhor, de menos, seilá.

Daqui uma semana, espero poder escrever algo sobre a sensação da grande final do mundial interclubes, espero que seja um grande jogo e que vença o melhor!

Só entende esse sentimento estranho quem ama futebol, tanto o esporte quanto a vida de times, o acompanhar de jogos sobre jogos, a visão futebolística, enfim, só posso falar que hoje eu sou Chelrinthians e ninguém me tira isso.

Ah, e serei campeão do mundo de qualquer maneira! Ah moleque!


Nenhum comentário: