sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Fim do mundo?

Bom, hoje é dia 21 de dezembro de 2012, o que para muitos seria o fim do mundo , ou o que alguns pensaram que poderia ser. O fato é que em momento algum, o calendário maia quis dizer que aconteceria uma catástrofe que levaria a extinção da raça humana, tudo não passou de um equivoco.

Vou te dar uma pequena noticia, preste atenção no que irei falar: “O mundo não vai acabar hoje”. Ao menos não o mundo como um todo, talvez acabe pessoa por pessoa, particularidade por particularidade.

O seu mundo acaba quando sua honra se extravia pelos dedos do sistema, seus ideais morrem na praia, sua ética se corrompe, seus sonhos são ceifados pela covardia.

É engraçado como algumas pessoas se preocupam com o fim, tem medo do desconhecido e não fazem nada para evitar algo fora do comum, vivem uma vida moldada, deixam a monotonia tomar conta de seus seres e não fazem nada para evitar que suas vidas sejam destruídas.

O fim do mundo seria uma maneira de se fugir dos impasses, dos problemas que a sombria vida pode proporcionar, e parece que o ser humano quer um chão desse para ser pisado, como se não pudesse encarar os desafios que a vivencia pode proporcionar.

Olhe para você, se analise, veja se está feliz, se está fazendo o que seu coração manda, você está onde queria estar? Se pergunte se essa é vida que você quer ter, olhe para o horizonte e se veja.

Está cursando uma faculdade? Se imagine em tal profissão, não se vê feliz ? Então larga essa porra de curso e vá fazer algo que se identifique, ou que lhe traga algum beneficio que considera importante.

Está com alguém? Não perca tempo com uma pessoa que não tem nada a te propor, fique com alguém que você quer fazer sorrir e que pode te fazer sorrir, procure o fascínio dentro do coração daquela pessoa, procure unir as sardas aos pontos da vida, pense se queria estar com esse alguém, e se não, largue mão, não vale a pena iludir e ser iludido.

Já disse para seus pais que os ama? Não? Então está esperando o que? Que você ou eles fiquem em uma cama de hospital para declarar seu amor eterno? E se a morte for de uma vez, o que você fez? Nada? Palavras se extraviaram, e a validade do seu sentimento pode simplesmente acabar.

Acha que poderia ser uma pessoa melhor, mais inteligente, mais capaz? E o que faz em relação a isso? Nada? Acha que alguém vai te pegar no colo e fazer você crescer como ser humano? Bom, meu caro ou cara, isso não vai acontecer.

O dia 21 de dezembro não pode significar o fim do mundo como um todo, mas se analisarmos bem, não estamos longe de um fim, porque não estamos felizes, não somos o que queríamos ser, tão pouco fazemos o que gostaríamos de fazer.

As limitações sociais assassinaram o livre arbítrio da maneira mais cruel, mas apesar dos pesares, ainda temos salvação. Bem no fundo, tem uma luz dourada e amarelada que possamos encontrar alguma resposta.

Um lugar qualquer, um show qualquer, muita coisa pode mudar nossa vida, depende muito de como vamos lidar com isso, mas o que importa é fazer aqueles momentos serem eternos, aproveitarmos tudo que a vida pode propor é a melhor maneira de viver, de fazer valer a pena.

Madrugada adentro, a manhã bateu na janela do meu quarto, eu nem dormi, minha cabeça está tão cheia, meu coração despertado, e não quero dormir, não quero, tenho medo de adormecer e ver que tudo isso não passou de um sonho distante.

As pequenas coisas começaram a me fascinar, e o dia 21 de dezembro não significa fim para mim, muito longe disso, acho que a vida ceifeira parou de assassinar meus ideais a partir do momento em que eu olhei para o fim do túnel de uma maneira diferente.

Não deixe essa maldita data acabar com sua vida, mostre que ninguém pode acabar com seu mundo, porque a nossa força extravasa qualquer que seja o obstáculo. Levante sua cabeça e mande essas teorias de fim de mundo para o espaço e lembre-se que o único que pode destruir seu mundo, olhe só, é você.


Nenhum comentário: