sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Se defendendo

Ele: Oi!

Ela: Oi.

Ele: Tudo bem?

Ela: Tudo.

Ele: Você estava doente ontem né, por isso faltou na aula, você já está melhor? Fiquei preocupado.

Ela: Estou bem.

O jovem, 15 anos, ideias complexas, ideais impostos, uma pessoa honrosa, digna, percebeu que estava sendo ignorado, tratado com indiferença, no momento ficou cabisbaixo, sem saber o que fazer, os olhos dele secaram, olhou que mesmo tentando ser uma pessoa boa, ainda existem seres humanos hipócritas que só pensam em si.

Ele se levantou da poltrona, saiu do computador, olhou o por do sol, lindo e alaranjado, sorriu e pensou como estava sendo idiota em se importar com isso, ou melhor, em se sentir mal com isso.

No momento, ele pensou em xingar, em extravasar, mas chegou na melhor conclusão, dentro de seu consciente, a partir daquele dia ele iria apertar a tecla do FODA-SE com todas as pessoas que lhe tratarem com indiferença, sem ligar para elas, porque ele enjoou de ser o idiota, o tapado.

Existe um livro repleto de regras, que se chama “Código de Hamurabi”, esse código diz que tudo que alguém fazer deve ser retribuído à altura. Um ladrão perde o dedo, um estuprador perde seu pênis e assim por diante. Confesso que tenho que estudar mais sobre o código, logo eu postarei algo a respeito.

Mas enfim, esse código pode ser colocado no dia-a-dia, mas não quero dizer, que temos que dar uma de Frank Castle e sair matando todo mundo, quero dizer que se uma pessoa te nega um sorriso, você não lhe dá uma ajuda, se ela te humilha, você a ignora pela eternidade, e se lhe trata com indiferença, você lhe fornece um ar tão vago quanto um nada.

O complicado é que algumas vezes, as pessoas acham que isso é procurar briga, mas não, isso não é procurar encrenca e sim a procura do inverso, essa é a busca da paz. E lembre-se, paz não é a ausência de conflitos, e sim quando a justiça prevalece.

A justiça civil é falha, a divina é tardia, se é que realmente existe. Então o que fazer? Chorar? Ser um coitadinho? Não, não, dá para se proteger, mostrar as unhas e dentes, mostrar que você não é um ser indefeso, e sabe se proteger contra as barbáries humanas.


3 comentários:

Brenda Matoso disse...

concordo, pessoas desse tipo devem ser realmente ignoradas, já faço muito disso demorou mas aprendi como lidar com gente falsa.

só pra avisar o viver sem limites voltou a ativa da uma passadinha lá ^^

Ricardo Macagnan disse...

Certa vez vi na sala de um colega de trabalho uma frase muito interessante que acho caber nessa situação: "Não trate como prioridade quem te trata como opção". Confesso que tenho tentado aplicá-la mas nem sempre é fácil romper velhos hábitos. Quanto ao Código de Hamurábi, vou ficar de olho na sua posagem, deve ter muita coisa interessante neste código.

Abração do Macagnan!

Cristiane Freixo disse...

Quanto tempo não passo por aqui haha
Posso ate concordar. Mas se uma pessoa te tampa uma pedra você tem que devolver? Isso é uma das coisas que acontece comigo, mas eu tenho o abito de acreditar que não me tamparam uma pedra e que não quiseram me acertar. Então ai leva se tudo bem.

http://queridaoverdose.blogspot.com.br/