quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Moralistas.com

O engraçado é que hoje em dia existem muitos críticos online. Criticam, criticam e criticam.

Sentados na frente de um computador, com a bunda suada de não fazer nada. Observam uma criança passando fome, editam uma merda de uma foto, escrevem frases bonitinhas de Caio Fernando de Abreu ou Clarice Lispector.

Acham que são heróis da nação, ficam sentados esperando um curtir ou quem sabe um compartilhar.

Esses mesmos “heróis” quando tiverem uma chance de mostrar sua honra, colocarão o rabo entre as pernas e abaixarão a cabeça. Quando puderem ouvir uma angustia de um ser humano, estarão se submetendo ao nada, ao “não é meu dever”.

Esses “moralistas” quando tiverem uma chance de salvar uma pessoa, irão se esconder, terão medo.

Não os culpo por ter medo, afinal, somos humanos. Os culpo por se acharem grandiosos, de usarem palavras categóricas e não fazerem nada. De teoria em teoria o mundo morreu, de palavra em palavra o respeito foi embora.

Eu posso escrever o que for, muitas vezes tenho um tom arrogante e prepotente. Só que eu tenho ciência de minhas limitações, e tudo o que eu digo/escrevo eu sei que posso fazer, ou melhor, eu faço. Você nunca vai ver uma escrita minha do tipo: “Salve os mendigos”, porque eu sei que não posso fazer muita coisa em relação a isso.

Muitas pessoas se dizem “santos”, porque é muito fácil escrever do conforto do seu lar um “ajude a África” e ignorando o ser humano do seu lado. Sim, porque para mim é o mesmo tipo de babaquice, um moralismo falso, um moralismo morto.

Palavras covardes são compartilhadas, e as atitudes? Bom, atitude eu vou deixar para o outro não é mesmo?

De tanto ler falsidade ideológica, já me deu nos nervos. Já me encheu ver gente que sabe escrever, mas não sabe fazer.

Lembre-se, palavras são eternar, o que você escreve aqui tu pode apagar, mas ficará para sempre na memória de quem leu, estará solto no universo.

Agora, antes de compartilhar ou escrever qualquer coisa, pense se você é capaz de efetuar tal ato, e se não for, se respeite, não jogue palavras fora. Não quero que você seja um herói, e sim uma pessoa digna.


3 comentários:

Ana disse...

Muito bom Reinaldo!!!...Já chega desses moralistas só com palavras, porque sem ações não vai mudar nada, não é mesmo?....

B. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
B. disse...

Eu entendo o que diz, concordo e até afirmo que muitas vezes aconselho os meus amigos a fazerem algo, que eu mesma não faço, mas eu tenho consciência de quando não posso fazer. Mesmo assim, ainda sinto que sou hipócrita. E ao meu ver, o mundo é constituído de hipocrisia. Por isso que ninguém tem atitude (isso me inclui). É mais fácil escrever, porque nem tudo está ao nosso alcance.