sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Hora da Vet: Conceitos Ecológicos

Aula: 02
Data: 13/08/2012
Matéria: Ciências do Ambiente
Termo: 2
Professor: Patricia Reiners Carvalho
Tema: Conceitos Ecológicos
Instituição: Universidade do Oeste Paulista – UNOESTE


Conceitos Ecológicos

Existe um ciclo no meio ambiente, que começa na célula e vai para somente na população, seguindo a flecha: Célula -> Tecidos -> Órgão -> Sistema -> Organismo -> Espécies -> População ( Indivíduos de uma mesma espécie que podem se reproduzir e ter descendentes férteis ).

Como segue a flecha, cada qual é um nível anterior da seguinte ( Ex: Célula faz parte do tecido, e o tecido faz parte do órgão e assim sucessivamente ).


Agora seguem alguns conceitos passados durante a aula:


População: População é o conjunto de organismo da mesma espécie que ocupam uma mesma área, e que são capazes de ter descendentes férteis.

Exemplo: Um grupo de jacarés-de-papo-amarelo que vivem em um lago.


Espécie: Espécie é o grupo de seres com a mesma constituição genética, que são morfologicamente semelhantes e podem ter descendentes férteis. A diferença entre espécie e população é que na população, os indivíduos vivem na mesma área, e no conceito espécie, esse fator não é necessário.

Exemplo: Jacarés-de-papo-amarelo espalhados por todo o Brasil.


Comunidade: Um conjunto de diferentes espécies que habitam o mesmo local. Também pode ser chamado de BIOTA.

Exemplo: Macacos e pássaros que moram na mesma floresta.


Fatores Abióticos: São todas as influencias que os seres vivos podem sofrer em um ecossistema, podendo ser fatores físicos ou químicos, como a luz, a temperatura, o vento, etc.

Exemplo: O exemplo mais comum é a chuva.


Ecossistema: É o conjunto do ambiente físico e dos organismos que nele vivem, tendo vida e condição de vida. Um ecossistema pode ser natural ou artificial.

Exemplo: Uma lagoa, um pasto ou até mesmo uma gota d’água ( já que nela poderá se proliferar vírus, bactérias e seres microscópicos ).


Bioma: Bioma é um grande ecossistema, ou seja, um lugar onde tem uma grande concentração de vida e condição de vida.

Exemplo: O Cerrado brasileiro.


Ecosfera/Biosfera : É o conjunto de todos os Ecossistemas do Planeta. Sendo considerado uma “grade de ciclo vital”.

Exemplo: A Terra é uma grande ecosfera.


Habitat: Basicamente, é o local onde o individuo habita, e como tem vida, é essencial que esse lugar seja propicio a tal.

Exemplo: O mangue é um habitat dos caranguejos.


Nicho Ecológico: Cada individuo tem um papel no ecossistema, e seu extermínio poderia propiciar todo um desequilíbrio ecológico. E esse papel é chamado de Nicho Ecológico.

Exemplo: O sapo tem o papel de controlar a infestação de moscas em determinado local. Esse é seu nicho ecológico.


Produtores de Oxigênio – O2

O oxigênio é um dos elementos químicos mais importantes da Terra, já que, além de ser 20% da composição da atmosfera, ele é essencial na respiração celular dos organismos aeróbicos ( que precisam de oxigênio ), participando ativamente do ciclo energético dos seres vivos. Basicamente, se não existisse oxigênio, não existiria sequer vida no planeta Terra.


Papel das Algas na produção de Oxigênio

Algas são seres vivos aquáticos e autotróficos ( que produzem sua própria energia através da Fotossíntese ) . São responsáveis pela maioria de emissão de Oxigênio no mundo.

Uma alga produz oxigênio a partir da Fotossíntese, e como ela tem sua estrutura simples, sem separação, caule, etc. Ela consome pouco Oxigênio, assim sobrando bastante para o ambiente.

Uma alga pode produzir até dois litros de oxigênio ( em concentrações atmosféricas ) no período de uma hora, é claro que depende muito das espécies e condições climáticas.

As plantas e algas produzem oxigênio para a Terra, e como sabemos, as algas são os maiores produtores de Oxigênio, logo, se não existissem algas, nosso planeta teria muito pouco Oxigênio, o que dificultaria muito a vida.


Fitoplâncton: São o conjunto de organismos aquáticos microscópios, que tem capacidade de fazer fotossíntese. Os Fitoplânctons são presentes na parte de cima da água, e se forem parar nas águas profundas, acabam morrendo, porque precisam de contato direto com a luz.


Zooplâncton: Zooplâncton é o conjunto de organismos aquáticos que não produzem fotossíntese e que vivem na coluna de água, eles tem dificuldade de locomoção.


Benton: São organismos que vivem no substrato das águas ( águas profundas ), vivendo livremente pelos mares. Caso os Benton subam para as águas superiores, eles simplesmente morrem, por não aguentar a claridade solar.


Necton: São todos os organismos que se movimentam na água.


Para Fixação


1 – O que são genes?

Gene é a unidade fundamental da hereditariedade. É importante ressaltar que cada gene é formado por uma sequencia de ácidos nucleicos.

Os genes são essenciais para a manutenção da biodiversidade, a variação genética é importante para que a adaptação dos indivíduos para o ecossistema seja revitalizado.


2 – O que é chuva ácida?

A chuva ácida é um grave problema ambiental. Tudo começa pela emissão de gases nocivos ao ambiente, que ficam armazenados nas nuvens e depois caem sobre o ambiente.

Os ácidos caem junto com as gotas de água, e podem destruir florestas, acabar com nutrientes do solo e afetando a vida dos peixes.

Ela é mais presente em polos industriais, na Europa, ela é estudada desde o século XVII.


3 – O que são ecossistemas artificiais?

Ecossistemas artificiais são os ambientes criados com intuito de adaptá-los a meios de vida, como exemplo, um zoológico que é feito para que cada individuo se sinta bem longe de seus ecossistemas naturais.


4 – Como funciona a Fotossíntese?

Fotossíntese é a transformação de energia solar em energia química, ou seja, a partir da luz solar, a planta transforma essa luz em energia capaz de propiciar energia para o começo de um ciclo, depois desse ciclo sobra o oxigênio, que é a fonte de respiração da maioria dos seres vivos.

A luz solar bate nas folhas, que entra em contato com a clorofila, a clorofila transforma aquela energia em glicose, uma parte da glicose serve de combustível para a planta ficar viva, e outra vai para caules e semente, em forma de amido.

Se não existisse fotossíntese, não existiria vida na Terra. Porque é a partir dela que as plantas se mantém vivas, e caso as plantas não existissem, não haveria cadeia alimentar, logo, não existiria seres vivos.



O artigo é escrito por um aluno de Medicina Veterinária. Caso tenha alguma reclamação ou opinião. Não se reprima, comente e expresse a sua opinião.


Nenhum comentário: