segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Noticia animadora em uma Segunda- Feira

Acordei sete horas da manhã, em uma segunda-feira preguiçosa, não estava muito afim de fazer muita coisa, mas enfim, uma hora ou outra eu deveria levantar da cama. Desliguei aquele despertador chato que coloquei cerca de um metro e meio longe da minha cama, para evitar que eu o desligue antes de acordar totalmente.

Levantei, me vi no espelho, puta merda, como eu estava ( sou ) acabado, escovei os dentes, fui para o pc, meu irmão estava lá, fui para a cozinha, tomei café da manhã, meu irmão tinha saído do computador, então comecei a responder questões no yahoo. Perguntas idiotas é verdade, tomei banho, peguei o ônibus e fui para Prudente.

Tinha uma consulta médica para ver como estava o meu joelho, sendo que fazer fisioterapia todo o dia depois da facul, ou antes, depende do dia, não é lá uma coisa muito agradável.

Conversei com a recepcionista, só me restava aguardar, tirei da bolsa o livro “Guerras do Mundo Emerso” de Licia Troisi, poxa vida, estou na página 315 de 400, apesar de estar adorando a história, fiquei puto com a Dubhe, quando acabar de ler eu vou fazer uma critica sobre o livro e vocês vão entender mais ou menos o que eu quis dizer.

“Reinaldo Del Trejo”, ouvi ao fundo, era minha vez de ser atendido, então me levantei e fui conversar com o médico, ele me cumprimentou e fez as perguntas praxes de como está meu joelho, se estou fazendo a fisioterapia e etc.

Pensei que ele ia pedir para eu ficar de cueca igual a ultima vez, fato esse que achei constrangedor pacas, mas ao invés disso, ele pediu para que eu levantasse a calça e deitasse em uma cama no fundo da sala, pensei “ Ai, ele não vai me ver de cuequinha”.

Puxou, puxou e puxou um pouco mais meu joelho, e disse uma frase animadora: “Sua recuperação está excelente, ao invés de mais dois meses de fisioterapia, você terá apenas mais um. Você vai fazer mais 15 sessões de fisioterapia e mais 5 de hidro, e depois te liberarei para a academia, mas sem forçar, ok?”.

Essas palavras soaram como uma cantoria de natal, afinal, minha recuperação estava sendo um sucesso, e pulei um mês, e agora estou mais próximo de poder voltar a fazer o que mais amo, que é jogar futebol.

Sai da sala com as fichas de fisioterapia com um olhar babão, tipo boi bobo, então as entreguei para a simpática secretária liberar no plano.

Sentei em uma cadeira confortável, liguei para meu pai e disse: “Só vou ter um mês de fisio, estou me recuperando rápido”.

E esse fato foi o suficiente de me fazer sorrir nessa segunda, poxa, minha semana não poderia começar melhor!


Um comentário:

Aline Diedrich disse...

hehehehehe... Ri de algumas partes do seu texto... Mas que ótimo que já está quase recuperado! \o/