quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Carrey, Jim Carrey!


Quando era garoto, considerava o Jim Carrey como o melhor ator de todo o mundo. Por três interpretações que marcaram muito minha vida no teor comédia. Eram os filmes “O Mascara”, “O Mentiroso” e o engraçadíssimo “Débi e Lóide”.

Naquela época era muito ingênuo e não sabia diferenciar boas atuações de ruins. Só que até a data atual considero esses três filmes muito bacanas de serem assistidos. Passados os anos, comecei a ser mais critico para com atuações e passei por alguns anos sem ver um bom trabalho do nosso glorioso Jim.

Até que em 2000 foi lançado “O Grinch”, um ótimo filme, onde Jim Carrey interpretou o “espírito de porco” mais engraçado de todos os tempos. O Filme é um pouco melancólico, mostrando que mesmo um ser como “O Grinch” poderia ter sentimentos.

Três anos passados, o nosso glorioso ator interpretou de forma primordial, o fracassado Bruce Nolan. Ao lado da linda e talentosa Jennifer Aniston, ele vivia a pele de um repórter humorístico que estava cansado de sua “fracassada” vida e gostaria de comandar melhor os seus atos vivenciados. Até que Deus ( Morgan Freeman ) lhe concedeu o seu desejo e lhe deu todos os poderes do “todo poderoso”. Um roteiro que levaria ao total fracasso, se não tivesse uma dupla de atores principais tão inteligentes e talentosos.

No ano de 2004, ele teve duas importantes atuações. Uma no mediano “Desventuras em Série” interpretando o Conde Olaf, um parente distante de duas crianças órfãs que tenta de tudo para colocar o fim na vida delas e o sensacional “Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças”. Nesse filme, Jim interpreta Joe, um meia idade que descobre que sua namorada Clementine ( Kate Winslet ) contratou uma empresa para apagar todas as lembranças com ele, desesperado ele resolve fazer a mesma coisa para poder voltar a viver.

O Filme passa na mente de Joe até que ele se arrepende e tenta de toda forma fugir dos “Apagadores de Memória”. Em minha opinião essa foi a melhor atuação de Jim Carrey em todos os tempos, mesmo fugindo do seu gênero preferido, que é a comédia, ele atuou de forma primordial, mostrando os medos e desejos de Joe. Um excelente filme que me fez fortalecer o respeito sobre as suas ótimas atuações.

Em 2008, outro excelente filme que une o melodrama com o humor, o filme é “Yes Man” e conta a história de Car Allen ( Jim Carrey ), que era um cara que dizia não para tudo. Era extremamente anti social até ir em uma palestra que mudou a sua vida, a “Palestra do Sim”, onde ele fez um tipo de pacto onde teria que dizer sim para todas as propostas que baterem em sua porta. O Filme é muito engraçado e passa uma lição de vida muito grande, onde temos que aceitar um pouco mais a vida como ela é, e aproveitar mais a vida. Além de ter uma boa atuação da empolgadíssima Zooey Deschanel.

Esses foram os filmes mais marcantes para mim com a atuação de Jim Carrey, e os que mais me marcaram e me fizeram ser um fã incondicional de seu talento sem fronteiras, onde ele consegue unir de forma clássica e primordial o humor e o drama.

Esse Post seria destinado a falar sobre a vida de Jim Carrey, mas fiquei mais atento em descrever seu talento atuando. O post de sua vida ficará mais para frente, para semana que vem, quem sabe.

Mas se quiser se inspirar em algum ator, se inspire no Carrey, Jim Carrey.

3 comentários:

#Dâmaris. disse...

Adorei a crítica.
Aprecio muitíssimo o trabalho do Jim Carrey! Entre tantas comédias fica dificil escolher uma somente. Mas fico com '' O todo poderoso '' e no quesito drama sem dúvidas '' O número 23 ''. Este último, é uma reviravolta incrível. E Jim me surpreendeu bastante.

- Bom voltar por aqui (:

#Dâmaris. disse...

Adorei a crítica.
Aprecio muitíssimo o trabalho do Jim Carrey! Entre tantas comédias fica dificil escolher uma somente. Mas fico com '' O todo poderoso '' e no quesito drama sem dúvidas '' O número 23 ''. Este último, é uma reviravolta incrível. E Jim me surpreendeu bastante.

- Bom voltar por aqui (:

Unknown disse...

É, sem dúvida, o melhor ator de todos os tempos, independente do gênero!