sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Academia Militar das Agulhas Negras


A Academia Militar das Agulhas Negras é uma escola militar de ensino superior localizada na cidade de Resende – RJ. O Curso é respeitado em todo o mundo, sendo considerado um dos mais completos do cenário militar.

A única maneira de se tornar um general do exército brasileiro é sendo ingressado pela academia das Agulhas Negras, sendo esse o maior cargo do exército em tempos de paz. Quando estamos em tempos de guerra, o maior posto é ocupado pelo Marechal.

A história da Academia das Agulhas Negras está relacionada com a necessidade do Brasil em ter um exército forte o suficiente para suas fronteiras não serem invadidas facilmente. Com a chegada da família real portuguesa em 1808.

Em 23 de Abril de 1911 foi inaugurada a “Casa do Trem” na cidade do Rio de Janeiro. Passado um ano, o antigo colégio militar foi transferido para um local mais adequado, com mais estrutura militar, chamado “Largo de São Francisco”, com a independência do Brasil em 1822, passou a se chamar “Imperial Academia Militar” e alguns anos depois, o nome passou a ser “Academia Militar da Corte”.

A academia oficial brasileira ficou por cerca 46 anos, localizada no “Largo de São Francisco”, só que com o aumento tecnológico armamentista, era necessário fazer uma mudança de local de treino, e assim foi feito, dessa vez se locomovendo para a Praia Vermelha. A academia ficou na praia vermelha até 1904.

De 1904 até 1905, o exército brasileiro ficou sem uma academia oficial, até ser criada em 1906, a Escola de Guerra, dessa vez localizada no estado do Rio Grande do Sul, na capital Porto Alegre, permanecendo lá até 1910.

O estado do Rio Grande do Sul era considerado fora de alcance para o maior aglomerado populacional, que ficava na região sudeste, fora que o clima sulista não era muito propicio para treinamentos militares. Então em 1913 foi criada a “Escola Militar do Realengo”, unificando assim todos os polos do exército brasileiro.

A “Escola Militar do Realengo” foi considerada um grande sucesso, até que em 1º de Janeiro de 1944, foi criada a “Escola Militar de Resende”, que em 1951 passou a se chamar “Academia Militar das Agulhas Negras”.

A diferença fundamental da criação das Agulhas Negras foi a implementação de várias disciplinas no currículo do oficial, que vai desde noção de psicologia até direito. Fornecendo assim um poder intelectual maior para os formandos.


Como é o Curso das Agulhas Negras?

O Curso das “Agulhas Negras” tem o tempo regulamentado em quatro anos, sendo cada ano, um tipo de ensino especifico, que vai desde tática militar, até em técnicas militares, além de ter uma grade de horário muito forte.

O Curso prepara para os seguintes postos no exército: Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia, Intendência, Comunicação e Material Bélico.

O treinamento é extremamente rigoroso e especifico, sendo que o intuito é preparar um excelente soldado militar, além de ter capacidade intelectual para esse importante posto.

No primeiro ano do curso, o cadete “enfrenta” o Curso Básico. Sendo que todo o ensino é voltado para a formação do combatente, além de tática individual. Ressaltando quesitos básicos como dedicação, persistência e liderança.

O Currículo do primeiro ano é formado por: Matemática, Idiomas, Psicologia, Informática, Comando, Chefia, Liderança, Mecânica, Oratória, Liderança Militar, Emprego Tático, Organização, preparo e emprego da Força Terrestre, Português, Técnicas Militares, Tiro e Treinamento físico Militar.

Com o primeiro ano concluído, o cadete recebe a réplica da espada de “Duque de Caxias”, que representa o símbolo da Honra Militar do Exército Brasileiro, além de trajar o histórico uniforme de cor azul-ferrete.

O segundo ano é uma continuidade do primeiro, só que é mais voltado para formação de patrulha e guerrilha. É considerado “Curso Avançado”.

O currículo do segundo ano é formado por: Economia, Direito, Estatística, Química, Psicologia, Física, Idioma, Liderança Militar, Técnicas Militares, Emprego Tático, Tiro e Treinamento Físico Militar.

Concluído o 2º ano, o cadete fará a escolha de seu quadro de serviço de preferência, e será classificado de acordo com seu desempenho nos dois primeiros anos.

Ao adentrar no terceiro ano, o cadete tem que escolher entre Infantaria, Cavalaria, Artilharia, Engenharia, Intendência, Comunicações ou Material Bélico.

O Currículo do terceiro ano é formado por: História Militar Geral, História Militar do Brasil, Geografia, Filosofia, Metodologia do Ensino Superior, Idioma, Técnicas Militares, Emprego Tático, Tiro e Treinamentos Físicos Militares.

O quarto é último ano é considerado o mais especifico de todo o quadro geral das “Agulhas Negras”. Seu intuito maior é familiarizar ao máximo o cadete com os empregos táticos e estratégicos do exército brasileiro.

O quadro curricular é formado por: Estágio Prático Supervisionado, Práticas Militares, Direito Administrativo, Ciências Gerenciais, Comunicação Social, Idioma Instrumental, Direito Penal Militar, Relações Internacionais, Emprego Tático, Tiro e Treinamento Físico Militar.

Existe também o intercâmbio militar, em que seu objetivo é a integração com as nações amigas.

Ao final do quarto ano, a réplica é devolvida e é recebida a espada oficial do Exército, símbolo total do compromisso militar com a instituição e com a Pátria. Junto com o título de oficial do exército brasileiro, o ex cadete conclui o Bacharel em Ciências Militares.

O Curso é extremamente especifico, e considerado o mais importante de toda a farda brasileira. É conhecido mundialmente como um dos cursos mais completos do mundo.


Como entrar nas “Agulhas Negras”?

Existem duas maneiras de se entrar nas “Agulhas Negras”. A primeira e considera a mais simples, é a entrada pela “Escola Preparatória de Cadetes do Brasil”, realizado pela EsPCex. A escola preparatória é o terceiro ano do ensino médio sendo concluído em nível militar. A vantagem é que entrando pela escola preparatória a concorrência cai de 350 por vaga para cerca de 20. Além de já entrar com experiência militar.

As inscrições deste ano estão abertas, siga o site: http://www.espcex.ensino.eb.br/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=40&Itemid=60&lang=pt

A outra maneira é pelo concurso das “Agulhas Negras” , a concorrência é muito grande, além de existir um forte teste físico depois da prova intelectual. Mas seria uma grande honra representar o exército brasileiro.

Siga o Link: http://www.aman.ensino.eb.br/


Por que fazer Agulhas Negras?

Desde criança, sempre sonhamos em ser heróis ou representar o país de alguma forma. E fazer Agulhas Negras é uma boa forma de honrar a nossa pátria.

Por que fazer Agulhas Negras?

Para realizar um sonho de representar o nosso país.

Nenhum comentário: