domingo, 19 de agosto de 2012

A maldição de ser detalhista

Olhei em seus olhos castanhos, um sorriso lindo, só que você puxava o olhar demais para a esquerda, sinal de que você estava pensando em um outro alguém ou até mesmo que não estava afim de mim.

Ignorei primeiramente o sinal, mas com o tempo fui percebendo que você tinha atitudes de uma menina de quinze anos, o que significava que não era apta a manter um relacionamento forte. Para tudo você pedia desculpas, então, você não era uma pessoa com autoestima elevada.

Nos primeiros cinco minutos que tive contigo e encostei os meus lábios no seu, achei que tinha encontrado a pessoa certa, mas com o passar dos minutos, comecei a notar que você era apenas mais uma pessoa na multidão.

Maldito seja o meu caráter detalhista, encontrei defeitos onde eu deveria buscar qualidades, busquei algo que eu não queria, mas não pude evitar.

Eu sei que inúmeras ações corpóreas e atitudes significam que tudo aquilo pode gerar um sofrimento desnecessário, e por que não interrompermos o inevitável antes que se torne algo mais forte?

O problema de ser um detalhista é que vivemos em um mundo em busca da perfeição, sem freios, sem qualidades ressaltadas, porque sabemos que tudo tem um por que e mais, tudo tem um porém.

Um sorriso forçado para uma pessoa normal pode não significar nada, mas para um detalhista significa fuga, e talvez por trás daquele “falso” sorriso esteja uma dor acoplada por uma infância sofrida ou até mesmo uma falta de caráter profunda.

A moça bonita da sala estava mexendo o pé sem parar, para uma pessoa normal aquilo pode não ser nada, ou no máximo uma impaciência. Já para os detalhistas aquilo significa “Preciso sair daqui”, mas porque ela precisa? Algo está lhe incomodando, pode ser muita coisa, muita mesmo.

Sou uma pessoa boa? Mas não quis saber do problema dela. Então sou apenas mais um filho da puta hipócrita que se julga modificador de mundo, mas nada faço.

Para uma pessoa normal, ela estaria impaciente, mas não para um detalhista, para um detalhista ela está sofrendo por uma história que precisa ser desabafada.

O que significa uma aliança para você? Se respondeu que significa namoro, parabéns, você é uma pessoa normal. Mas se respondeu que significa algo eterno, por ser um ciclo sem fim, que representa o amor, cuidado, você pode ser ou ter indícios de um detalhista.

Um detalhista não olha somente no olho, ele tenta penetrar através da retina, tenta tirar vivências escondidas a partir de um falso sorriso, tenta decifrar sinais corpóreos.

Ele vai olhar todo o seu contexto, não vai se importar com seu estilo, mas com suas atitudes, tentará desvendar tudo. Um detalhista lê um livro tentando tirar traços de caráter do autor e não somente a história contada.

O amor para um detalhista tem que ser perfeito, e talvez por isso, quase nenhum detalhista consiga encontrar um verdadeiro amor.

Um detalhista chora, mas fica muito triste por não saber por que chora. Então seus olhos secam, e vai procurar o que fazer, porque não pode perder tempo com algo sem sentido.

Um detalhista não consegue ser indiferente, porque a indiferença é o pequeno passo para a solidão, e um detalhista teme demais ficar só.

Ele não vai tentar agradar ninguém por modelos estereotipados, e sim para poder fugir do abismo sombrio da solidão.

Um detalhista tenta viver, mas sua vida é uma grande solução de impasses, porque ele vê que o mundo ta todo errado, e sabe que pode tentar mudar algo. E ele não pode ficar mudo enquanto tem muita coisa fora do lugar.

Ele nunca vai fazer mal, porque sabe que nesse mundo cheio de mistérios, tudo que fazemos aqui é pago, e muitas vezes com juros.

Tenho a maldição de ser detalhista, uma maldição que me segue desde minha pré-adolescência, não sou aquele detalhista organizado. E sim daqueles mais robustos, que tenta entender o ser humano.

Só que o maior defeito de um detalhista é que ele não consegue se autoavaliar direito, e vive nesse impasse.

Afinal, é bom ou não ser um detalhista?

Eu não sei.


5 comentários:

Garota Mania disse...

ótimo post, parabéns.

Caroline Luft disse...

Incrível, me identifiquei totalmente! Realmente encontramos diversos defeitos, porém encontramos qualidades que muitos não são capazes nem de imaginar que existam (viu? sempre há um porém).

reinaldo del trejo disse...

Oii Carol! Faz tempo que nao aparece por aqui hein.
Então, é complicado...Mas como você disse, conseguimos achar qualidades que nenhum outro consegue achar...
Sempre tem um porém haha.
Volte sempre !

Beijão!

Juliet Sousa disse...

Muito bom! Adorei seu texto!
Parecia que vc estava me descrevendo rsrs

Juliet Sousa disse...

Muito bom! Adorei seu texto!
Parecia que vc estava me descrevendo rsrs