terça-feira, 17 de julho de 2012

Vamos colocar o cu na reta


Estava assistindo o programa novo da Fátima Bernardes, nele estava tendo um debate sobre corrupção, e com um importante convidado que me fez pensar muito. Esse convidado é o ator global Milton Gonçalves.

Um professor de história começou a falar mal de pessoas públicas como algum ex-presidente que fez aliança com aquele que ele julgava um mau caráter alguns anos atrás. O ator vendo essa jogada no ar, pegou a bola meio que dizendo “Já que você não coloca seu cu na reta, deixa que eu coloco” e disse “ Esse ex é o Lula, e fez alianças partidárias com aquele que um dia ele chamou de Diabo/Capeta (Maluf)...Se corrompendo por alianças partidárias”.

Milton Gonçalves Representou a dignidade e o dever cumprido de um homem público, que é fazer as pessoas acordarem em relação ao mundo, ao país. E não viver de uma idolatria absurda que algumas pessoas conseguiram, como o Lula.

Não adianta nada um bosta igual eu criticar tudo e a todos, sendo que minhas palavras nunca serão ouvidas. O que tem que ser feito é essas pessoas populares ajudarem nossa pátria a entrar nos eixos, não se omitindo, não tendo medo de citar nomes, meter o pau nessa cambada de filho da puta que ferram com o Brasil.

Me diz, o que adianta eu reclamar da falta de estrutura e não citar culpados? O que isso adianta? Palavras ao vento, qualquer um solta.

Quero ver ter cu para bater no peito e aceitar as broncas sem medo, e isso falta ao povo brasileiro, falta uma vontade de mudar, mudar para melhor. E lembre-se dessa frase, “Paz não é a ausência de conflitos, mas sim quando a justiça prevalece”...Que tal lutarmos pela paz?

Nosso país é lindo, tem pessoas lindas, uma cultura impressionante...Precisamos para agora uma política que seja honrosa à nossa pátria.

Ou senão ficaremos assim para sempre, nos omitindo, aceitando a bela merda que esse país se transformou.

Para começar a mudar, esses atores, atletas e afins devem colocar na cabeça que eles formam opinião e tem que mostrar os defeitos do país para acordar o povão para a vida.

E depois, cabe à mim e para você, vulgo desconhecido, que paremos de aceitar essa coisa ridícula que é nosso país.

Entendendo isso, talvez nosso país possa andar um pouco pra frente, quem sabe.

8 comentários:

KGeo disse...

bem para a mentalidade dos políticos mudarem, primeiro tem que mudar a mentalidade do brasil.

Fernanda disse...

Bom. Sucesso com o blog!

Ana disse...

A mudança é necessária, porque muitos são iludidos através da televisão(meios de comunicação em geral) com propagandas,melhorias e tantos outras coisas que no final servem para camuflar toda a sujeira que acontece no Brasil....Não digo que as coisas boas não devem ser divulgadas, mas que realmente deve ter clareza no que fazem na administração desse pais....

Fernando disse...

Oi reinaldo
è verdade, gostei da postura dele. Infelizmente a maioria das pessoas se esconde nesta hora. Por isso que é dificil mudar, quem está lá e pode fazer alguma coisa prefere se omitir.
é um bom exemplo isso
gde abrsrss
Fernando
http://fernu5083.blogspot.com.br/

Filipe Dias disse...

Não gosto da formalidade impost na TV e principalmente na Glogo, eles criam um mundo.


Muita gente tem medo de falar algo na tv. é preciso sim dar nome aos bois. E agora a globo aparece com essa de Rosane falando de Collor.

tudo muito estranho, e o grande publico acredita que tem justiça sendo feita.




PS: obrigado pelo comenário em meu blog

Francorebel disse...

Minha política é outra, ainda bem...

B. disse...

Sinto que nesse caso não teria expressão melhor do que 'colocar o cú na reta'. As pessoas precisam arriscar, para lutar e conseguir justiça. Não dá pra calar o grito, engolir o seco e permanecer em silêncio, por medo. (Embora eu tenha muito, algumas vezes). Mas falar é preciso, se expressar faz bem, se expressar verdadeiramente, é claro e de um jeito que surta algum efeito como Milton Gonçalves, o fez.

Arlan Souza disse...

Pessoas públicas tem de fato essa obrigação. Abrir os olhos daqueles que estão no anonimato. Só tomemos cuidado, ao que me parece existem muitos interessados em formar pensamentos não corretos ou de fato éticos, alguns querem fazer com que as massas andem em prol de si mesmos e não em prol do bem comum.
Boa proposta de blog. Lhe desejo sucesso!!