quinta-feira, 26 de julho de 2012

Forneça amor para uma criança

É direito de toda criança ter um lar, uma família, um lugar para estudar e um sistema de saúde básica que funcione.

As crianças tem inúmeros direitos, só que dentro de todos esses, existe um que é um pouco difícil de ser cobrado, que é o de receber amor e carinho.

Amor é uma palavra tão complexa que seria até uma desumanidade tentar medi-lo.

Mas se toda criança merece esse amor, de alguma forma ele deve ser definido, só que sabemos que amor é uma coisa quase intangível, e não me venha com poema de Machado de Assis ou Jorge Amado querendo fazer uma descrição desse sentimento tão difícil de ser julgado.

Tenho um dos posts que eu tentei definir o amor, foi um dos textos mais confusos e sem pé nem cabeça que eu fiz em toda minha vida. Fiquei complexado e cheguei à conclusão que eu não sei bem o que é amor. Mas sei que é algo que é pra ser sentido e não descrito.

O amor é algo bom de se sentir, que faz bem e não traz sofrimento. Tudo que é feito com amor é bem feito, não importa quais os métodos, mas amor é diferente.

A melhor maneira de fornecer amor é tratar bem e se preocupar com o futuro da pessoa, escutar, fornecer carinho, lutar pelos sonhos desses jovens, ajudar a ser formado aquele angelical brilho no olhar que somente uma criança pode fornecer também é. Existem várias maneiras de “expulsar” amor, e basta você abrir seu coração e tentar fazê-lo.

É direito de toda criança conhecer o que é o amor, e é fato de que com o passar dos tempos, todo esse carinho será revertido para outras pessoas.

E quem sabe, bem aos poucos, bem aos poucos mesmo, esse mundo não se transforme, não é mesmo?

4 comentários:

Steve Gleidson disse...

Tem um selo pra você. Dá uma olhada no meu blog http://meuuniversopeculiar.blogspot.com.br/

Pamela Kenne disse...

Ótimo texto.
"O amor é algo bom de se sentir, que faz bem e não traz sofrimento." - Perfeita descrição do amor. Principalmente a parte sobre sofrimento.A maioria das pessoas confunde ciúmes, posse, etc., com amor. Amor não tem nada a ver com isso. O amor verdadeiro, o amor puro, é perfeito, é como você descreveu.

AssiZ de Andrade disse...

Vi uma psicanalista resumir o amor numa frase:

"O amor é tudo aquilo que nos faz ter vontade de dizer Eu te Amo ao outro."

Ou seja, é relativo à cada um, uma sensação e uma forma de identificar o outro íntima e própria. Caso um dia consiga definir o amor, tenho certeza que terá definido apenas a sua forma de amar e não o sentimento em si.

E como compreendo a relatividade dos sentimentos eu nem tento fazer isso.

Gostei da sua postagem, me fez refletir coisas boas.

Quando puder, conheça meu Avesso do Espelho. Também é um blog literário: www.redutonegativo.blogspot.com

Abraços!

B. disse...

Adorei a última frase "E quem sabe, bem aos poucos, bem aos poucos mesmo, esse mundo não se transforme, não é mesmo?". É bem assim mesmo. A educação, os sentimentos, a formação de um ser, acontece quando criança. E se essa criança for amada incondicionalmente, com certeza, ela doará amor ao outro.