quinta-feira, 12 de julho de 2012

Aumentando a Bagagem Pessoal

O mundo atual é cheio de pessoas que anseiam um conhecimento e experiência como se esse fosse o real intuito da vida. Mas afinal, como conseguir tanta bagagem pessoal?

Essa pergunta parece ser muito complexa, só que não existe nenhuma dificuldade em sua resposta, pelo contrário. Ela está explicita na própria pergunta.

Para conseguir qualquer tipo de bagagem em qualquer que seja o ramo, é necessário apenas a vivência.

Sendo que a única maneira do ser humano conseguir ter total contato e conhecimento de algum assunto, ele precisa sentir na pele a pressão e dificuldades de cada evento.

Muitos jovens assistem diversos filmes pornográficos sem nunca sequer ter visto o seio de uma mulher em sua frente, a não ser o da vovó que deixou a porta do banheiro aberta naquela segunda nublada. Mas mesmo assim, eles acreditam saber o que é sexo, mas com certeza não tem noção alguma de tal ato.

É necessário ter vivenciado, ter experiência própria para se saber como é cada coisa, cada ato, cada situação. Ou vá me dizer que masturbação é igual a sexo?

Lembrando sempre que a única coisa que pode aperfeiçoar alguém é o treinamento e a repetição. Nada mais, não existem pessoas perfeitas por nascença.

É tudo treino e dedicação, ou você acha que Messi, Federer, Shakespeare, Paulo Coelho, Kurt Cobain e outros chegaram em seus níveis de excelência por acaso?

Posso garantir que Messi deu muita canelada, Federer acertou muitas janelas, Shakespeare escreveu muita merda assim como Paulo Coelho. E Kurt já foi muito desafinado e desregulado...

Só que eles insistiram em seus sonhos, correram atrás, repetiram e hoje em dia são respeitados cada qual em seu ramo. Conseguiram alcançar a excelência.

E é isso, é necessário viver para poder aprender, e aos poucos ser melhor em seja lá o que seja. E lembre-se, “Não há sonhos impossíveis, apenas há uma percepção limitada do que é possível”.

Antes de encerrar esse texto, quero pedir desculpas aos adolescentes que ficaram constrangidos com o “seio da vovó”. Mals ai.

4 comentários:

OGROLÂNDIA disse...

Ver a teta murcha de vovó é trauma para qualquer adolescente.
Concordo com a teoria central da postagem. Tetas e tretas sexuais à parte, a experiência faz o especialista.

Guilherme Augusto disse...

Vivência é tudo, e se acompanhado com bastante teoria, melhor ainda... :)

B. disse...

Vivência é realmente algo que não se adquire através de pensamentos, mas sim, através de atos, como o texto relata. Achei muito interessante sua abordagem Del Trejo. Gostei bastante do texto e de como o organizou. De fato, concordo quando você explicita o treino/repetição para se alcançar um objetivo. É outra forma de dizer 'não desista'.

Guilherme de Carli disse...

Cada fase da vida com seus erros e seus pensamentos "errados", isso tbm é um modo de aprender.