terça-feira, 12 de junho de 2012

Valores Invertidos

Você já parou para pensar que os tempos e valores estão estranhos? Ou melhor, estão totalmente invertidos?

Estava pensando comigo mesmo, e comecei a perceber como a maioria da sociedade (não sou estúpido de generalizar, ok?) julga o idiota/babaca/metido a fudidão/vadio uma pessoa de “status”, e que vem a ser um tipo retardado de “referência”.

Você talvez esteja discordando da minha opinião, e para fazer com que você entre em meu pensamento vou contar duas histórias fictícias, mas que poderiam ser reais.

João Eduardo era filho único, tinha 19 anos, acordava todo dia às 4 e meia da manhã, pegava dois ônibus e o metrô para poder ir em seu emprego, trabalhava até as 6 da tarde, onde tinha que pegar outro ônibus para ir para a faculdade.

Seu sonho era ser jornalista, e fazia isso com muito amor. Tinha uma namorada chamada Marie, que reclamava que João Eduardo não dava valor para ela, sendo que no fim de semana, quando ele não tinha trabalhos da faculdade, o jovem estava acabado.

Marie acabou largando de João Eduardo porque não suportava a Ideia de ser “segunda opção”, até que conheceu Maikon...E agora enfim, Marie achou alguém que para ela lhe dava “valor”.

Maikon tinha 23 anos, tinha carro zero, morava sozinho em um apartamento, só vivia da mesada de sua mãe, nunca sequer pensou em trabalhar na vida.

Mas era um cara que tinha muito tempo para Marie, e para a jovem de 17 anos, isso era um sonho.

Nem vou falar o desfecho dessa história, se você é uma pessoa que conhece o mundo, sabe muito bem onde isso foi parar.

O que quero dizer é que os valores contemporâneos estão invertidos, o certo virou o errado, ser vagabundo é sinal de ter tempo, o material está no lugar do sentimental, o estilo vem a frente dos princípios.

O João Eduardo é o bunda Mole, o tonto. E já o “espertão” do Maikon é o bom da cocada, o Fodolão...

E dessa maneira, nosso mundo vai continuando essa grande merda que é.

Valores invertidos, pessoas retardadas e corrompidas, e a vida segue, a Terra “evolui”.

Até quando?

Até quando as pessoas vão ser assim?

Até quando Porra?!

17 comentários:

KGeo disse...

não por muito tempo as coisas mudam muito rápido

reinaldo del trejo disse...

Será Kgeo?
Acho dificil...

Tauã Soares disse...

Muito bom o texto.
Muito sucesso com o blog!

Lucas Adonai disse...

Muito bom! =)

reinaldo del trejo disse...

Obrigado pelo carinho.
Voltem sempre :D

B. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
B. disse...

As vezes eu nem considero uma 'inversão de valores', mas sim, 'perda de valores'. Na verdade, é uma das realidades contemporâneas que mais me deixa enojada. Não adianta, sinto que nasci no tempo errado mesmo. Quero mais dias de luta. Lutas compensadoras, é claro. Luta contra esse Senado sujo, contra a corrupção, a violência e tantos outros males do século 21.
É bom saber que tem pessoas como vc, Del Trejo, que trazem reflexão para os leitores e luta para que a sociedade não afunda totalmente.

Fabulosa Fabuladora disse...

Apesar de tudo, acredito que tudo vai melhorar e acredito que o ser humano tem o potencial de bondade dentro de si.

Almir Ferreira disse...

Penso que isso é resultado da sociedade pós-moderna em que vivemos atualmente, onde a apatia, a anomia, a individualidade, a vontade de se dar bem a qualquer preço, estão tomando conta.

Infelizmente casos como esse que narrou estão se tornando a regra na nossa sociedade. Tudo tem que ser fácil e na mão.

Grande abraço
Almir Ferreira
Rama na Vimana

Lucas Adonai disse...

Valores invertidos, com certeza!

Priscila Lima disse...

Olá, passei pra conhecer seu Blog e estou seguindo!

:)

reinaldo del trejo disse...

Bia: Eu tenho esse sentimento várias vezes.
Como se eu não fosse dessa maldita época. Não me acho melhor que ninguém, longe de mim.
Só que as pessoas ( não todas, mas grande parte) estão acomodadas, e querem viver único e somente suas vidas vázias..
Sem luta, sem merda nenhuma.
E até onde isso vai?
Não muito longe, sem dúvida alguma.
É Bia, pessoas como vc que o mundo precisa...
Beijao

reinaldo del trejo disse...

Fabulosa: Queria ter essa sua certeza, mas ta dificil :/

Almir: É foda, o ser humano está muito individualista, e se não tentarmos mudar o nosso interior.
Estamos fudidos.

reinaldo del trejo disse...

Priscila: Olá Priscila!
Obrigado, volte sempre ;

Tamy Kpyx disse...

Me lembrou um trecho de musica "Que mundo é esse que ninguém entende um sonho, que mundo é esse que ninguém sabe mais amar ! " Parabéns pelo texto ;)

Ellen Luz disse...

teste bacana.


Boa sorte!

http://tributacaonobrasil.blogspot.com.br/

#Dâmaris. disse...

Nós reclamamos e até temos consciência dessa '' perda de valores'' mas, somos muitas vezes os primeiros a contribuir para que isso só avance.
Que a mudança, se houver ainda tempo, comece em casa, comece em nós.

- Boa Reflexão.