sexta-feira, 1 de junho de 2012

Arrepios de uma História de Terror Verdadeira



A Segunda Guerra Mundial foi marcada pela opressão e perseguição dos judeus e outras etnias que se diferenciavam da hipocritamente julgada “superioridade” ariana, liderada por Adolf Hitler.

Os judeus eram perseguidos porque Adolf Hitler e uma parte da população alemã que dominava o congresso julgava essa “raça” inferior às predominâncias alemãs.

Não podemos dizer que todos os alemães eram a favor dessa barbárie, já que isso seria uma total tolice. Talvez nem a maioria do povo alemão fosse a favor, mas o fato é que essa política foi empregada e comumente conhecida por todo o seu fator histórico.

O Fato é que existiam vários campos de concentração onde eram efetuados testes, torturas e várias outras atrocidades pelos nazistas.

Um dos campos de concentração foi o “Auschwitz-Birkenau”, localizado no sul da Polônia.

A Polônia foi um dos países mais devastados pela Segunda Guerra Mundial, já que o povo polonês tentou de tudo para evitar a invasão nazista de seu território, infelizmente isso não foi possível, já que imponência alemã foi muito maior que qualquer resistência do pequeno país polonês, considerado até mesmo como um país pacifista.

65% da população masculina polonesa acima de 18 anos foi massacrada na defesa de sua pátria, e depois disso, uma grande parte dos jovens, mulheres e crianças foram levados para campos de concentração.

Em 1945, mais de 70 % da população desse pacifico país foi massacrada, humilhada, destruída.


Vários sonhos foram destruídos, famílias abatidas, objetivos mortos, vidas inocentes tiradas.

Tudo isso por causa de uma ideologia babaca, nojenta, em que o objetivo de um austríaco de merda era limpar as disparidades no mundo.

Aqui eu ia escrever uma breve história de Miroslav Klose e Lucas Podolski, que junto com a delegação alemã visitaram esse campo de concentração.

Você leigo do futebol, deve estar se perguntando o por que de eu enfatizar tanto isso, mas o fato é .

Klose e Podolski são poloneses naturalizados alemães, e de certa forma, devem ter sentido arrepios tremendos na espinha.

Já que aquele campo, junto com outros, foi marcado de derramamento de sangue de seus antepassados.

Mas da mesma maneira em que eles devem ter sentido esses arrepios, também devem se orgulhar por dois motivos.

O primeiro é que seus antepassados, não tiveram medo de dentes e olhos raivosos nazistas, e defenderam seu território até o fim.

E o mais importante, é que agora, poloneses vestem a camisa da seleção alemã, defendendo as cores da pátria que lhes acolheram.

É uma evolução tremenda, e eu, assim como um amante de futebol/história, não poderia deixar passar em branco.

Um passado sombrio, que me dá arrepios só de pensar, e vejo que tem pessoas que lutam por seus ideais, família e tudo. E isso sim é viver intensamente.

Não tenho do que reclamar de minha vida, e nem você.

Nossa vida é boa comparada a tudo o que os poloneses passaram.

Os poloneses Klose ( o primeiro de terno azul) & Podolski ( o último de terno também azul) mostram respeito a seus antepassados.

14 comentários:

Lucas Adonai disse...

Muito bom, cara. Adoro esses desenrolares épicos

Anderson J. Silva disse...

Pois é cara, a segunda guerra mundial foi um verdadeiro massacre.
Depois da primeira guerra, a Alemanha passou por uma imensa crise. E ao fundar o partido Nazista, Hitler conseguiu muitos seguidores. Hitler era um homem com um poder de persuasão incrível, juntando isso com a crise que a Alemanha atravessava. Ele conseguiu o apoio da maioria dos alemães. Ele rompeu o tratado de versalhes e ai tudo começou.
Hitler estava ficando louco, sede se poder. Enfiou os pés pelas mãos e felizmemte perdeu a guerra

Gostei muito do post cara, é raro encontrar alguém que se interesse por isso hoje em dia.
Estou seguindo, me segue?

http://errosxacertos.blogspot.com.br/

Samara Santos disse...

Então, pergunto-me, pq ainda inventam filmes surealistas, quando temos histórias verdadeiras de verdadeiros massacres! Com vilões e heróis de verdade.

Raquel S. Ramos disse...

Como estudante de história tenho que elogiar seu post, é o tipo de coisa que não vejo muito enquanto visito blogs, parabéns!

Carolina Fonseca disse...

Olá... estou invadindo o seu blog para te fazer um convite,
Gostaria de te convidar a responder uma pesquisa, sou fã do seu blog e quero criar uma página em meu blog com todos os blogs interessantes que eu sigo para outras pessoas que talvez não conheçam seu blog possam ter um resuminho e acessar o seu link.
Prometo que será bem rapidinho ^^

O link do questionário:

http://algeriaebrasil.blogspot.com.br/2012/06/pesquisa.html

e se você que está vendo esta postagem pode responder também se quiser...

Muito obrigada!
Carolina Fonseca

reinaldo del trejo disse...

Vlw Lucas, Obrigado pelo carinho. Volte sempre...

Anderson: Obrigado pela contribuição. Hitler foi um grande líder, só que infelizmente com ideais hipócritas.
E felizmente foi detido, assim como vc enfatizou.

Samara: É verdade, existem tantas histórias macabras para serem redigidas, e os diretores acabam usando outras, mas no fim, todas tem um pouco de realidade.
Realidade no sentido de ações que muitas pessoas acabam usando.
Mas enfim, obrigado pelo carinho.
Volte sempre;

reinaldo del trejo disse...

Raquel: Acompanhe sempre o blog que vou começar a postar coisas mais do tipo...
Amo História.
Não estou cursando esse curso, mas nada tirará o meu amor pelos acontecimentos que regem a Terra.

reinaldo del trejo disse...

Carolina: Muito Obrigado pelo carinho.
Já respondi seu questionário, espero que volte sempre.
Beijão.

doseilah disse...

Sempre que vejo algo sobre a 2°Guerra Mundial me embrulha o estômago, é triste ver como o homem pode ser ignorante em massa. Mas acredito que estamos caminhando pra outro tipo de ignorância que corresponde as crueldades da 2° Guerra,

B. disse...

É tão chocante toda essa história, essas imagens, essa devastação, destruição, que por mais que pensamos muito sobre como foi, jamais saberemos o quão forte tudo isso aconteceu. É horripilante, é traumatizante. E mesmo assim tem pessoas como Klose e Podolski que mostraram tamanha superação.
Adorei a relação que você fez da história com o futebol, foi muito bem pensada e interessante, Del Trejo. Espero por mais textos semelhantes hein? Acredito no seu potencial.

Gabriele Santos disse...

Gostei muito do texto.
Pensar na segunda guerra é pensar no pior dos níveis que o ser humano pode atingir.
Gostei da relação com o futebol, porque sou amante do esporte, e também por saber que existem pessoas que superaram estas diferenças.

Abraços.

http://gabipuppe.blogspot.com.br/

reinaldo del trejo disse...

Doseilah : Sim. O ser humano é o seu único terror.
Muitas vezes fazemos a nossas histórias sombrias.
E o ser humano é o ser mais "desumano" da face terrestre.
Soa estranho, mas é exatamente assim.

reinaldo del trejo disse...

Bia: É foda como o ser humano pode ser filho da puta.
Mas são esses acontecimentos tumultuosos que causam mais impacto.
Klose e Podolski são heróis para mim...
Não sei se teria coragem de vestir a camisa de uma nação que aterrorizou a minha alguns anos atrás.
Mas ai vem mais uma vez, a ideia que para ser herói, nao precisa de super poderes e sim atitude.

reinaldo del trejo disse...

Gabriela: É verdade, é muito forte tocar nesse assunto.
Mas deve ser tocado.
Obrigado de coração pelo carinho.
Espero que volte sempre :D