quarta-feira, 9 de maio de 2012

Valeu a pena o que passou

Já teve um dia em que você sente saudade, mas não saudade de alguém ou de algo especifico,mas uma saudade dos tempos atrás, da vida realmente, de tudo.
É meus caros, hoje estou assim, não estou mal, longe disso, na verdade todo passar de data vem sendo um desafio para mim,e estou longe de estar de mal com a vida.
Mas fazer o que, saudade é uma palavra tão fudida, que ainda vou escrever algo mais detalhado sobre, mas deixa pra lá (por enquanto).
Me lembro quando tinha cerca de 5 anos, brincava na casa, não tinha preocupações com nada, nem sabia o que queria da vida, queria ser somente o Seya quando brincava com meus irmãos de cavaleiros do zodíaco, mas meu irmão era arrombado e nunca deixava eu realizar esse sonho, então eu acabava sendo o Yoga (logo o segundo mais baitola, sendo que ninguém supera o Shun) .
Na verdade eu era parecido com ele, tinha o cabelo comprido e loiros, era bonitinho, e agora o tempo passou e não passo de um barbado feio (barba falha, é verdade) .
E o tempo começou a passar na minha cabeça, como um filme exposto, e passo a ter 6 anos, entrei na escola, levava cada puxão de cabelo daquela professora filha da puta, mas foi uma boa época, em que eu aprendi seilá, a pintar e soletrar o abcdefg...
Olhem só, o tempo passou e agora tenho 12 anos, tinha um sonho em mente, ser jogador de futebol, mas aos poucos fui vendo que minha capacidade técnica não era suficiente para desabrochar esse sonho, mas desenvolvi um gosto para com esse esporte e nunca mais parei de praticá-lo, virou uma paixão mesmo.
Meus 15 anos foram os melhores possíveis, lembro da época de escola, me dava tão bem com minha sala da oitava série ( na verdade, em grande maioria, eu tinha 14 anos, sendo que meu aniversario é em novembro), mas essa época ficou marcada em meu peito, fiz vários amigos, que guardo até hoje, muitos tenho pouco contato, mas se um dia, alguém que estiver lendo isso daqui, foi da minha oitava serie, pode ter certeza que você fez parte da melhor época da minha vida.
Na metade do segundo ano do ensino médio, fiz algo que mudou muito minha cabeça, que foi começar a trabalhar, cresci pessoalmente, sofri muito também, porque o meio empresarial é sim um meio sofrível que você acaba conhecendo as pessoas como elas são de verdade, mas enfim, nessa época fiz bons amigos também, e cresci como pessoa, e não me arrependo de nada, absolutamente nada.
Nunca me arrependo das coisas que eu faço, me arrependo somente do que eu não fiz, mas é foda, entro em contradição, por que como vou me arrepender de algo não consumado?
Vou La saber, como vou responder isso?
Enfim, chega de sarcasmo idiota.
Agora estou na faculdade, tenho muita saudade de tudo que passou da minha vida, dos amigos, dos momentos, das paixões, de tudo mesmo.
Conheci várias pessoas na minha vida, muitas fizeram meus dias valerem a pena, devo não ter dado valor para algumas, talvez muito para outras, enfim, sou humano, erro, erro e erro pra caralho mesmo. Ia escrever um texto dizendo que sinto falta de tudo que passou e tal, mas chego ao final dessas minhas linhas tortas e árduas sem nenhum arrependimento, sem rancor, com saudade, mas sem ódio, nem nada do tipo.
Mas sei que o futuro tende a ser prospero, e como quem desenha o nosso futuro é nosso presente, tenho certeza que minha vida ta valendo a pena.
Agradeço a todos que fazem parte dela, me desculpe por muita coisa, mas tento aprender com meus erros e aos poucos, tento ser uma pessoa melhor.
Grande abraço.

6 comentários:

Fabulosa Fabuladora disse...

Que maravilha isso que tu disse que tenta aprender com os erros e ser melhor!
Acho o máximo e ao mesmo tempo tenho uma "invejinha" porque eu queria ter conseguido isso quando eu "tinha menos idade".

Garota Mania disse...

é realmente são poucos que realmente aprendem com os erros e parabéns por pelo menos tentar ser um desses poucos. bjs bjs http://virersemlimites.blogspot.com.br/

Apenas Tici... disse...

E eu fui lendo e um filme começou a passar na minha mente tbm. Muito foda essa sensação de "nunca me dei conta do quão feliz eu era". E minha irmã tbm nunca me deixou realizar meu sonho que era de ser professora, ela sempre era a professora mais carrasca que eu já vi em toda minha vida.

Adorei toda essa descrição do filme da sua vida.

Beijos

reinaldo del trejo disse...

Fabulosa: Obrigado...Ah, tenho certeza que nunca é tarde para aprender com nossas atitudes.

reinaldo del trejo disse...

Garota Mania: Obrigado pelas visitas e pelo carinho;

reinaldo del trejo disse...

Apenas Tici: Mas Tici, nunca é tarde para realizarmos nossos sonhos.
E se um sonho não pode ser alcançado, temos que arranjar outros e sucessivamente ser felizes.