quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Um mês para meus dezoito anos


Hoje é dia 19 de outubro de 2011, o que essa data significa para você? Talvez quase nada, ou quem sabe, absolutamente nada, mas pergunte para mim o que essa data significa para mim e lhe respondo, essa data significa muito, sabe por que?
Daqui um mês irei fazer 18 anos, isso mesmo, daqui a um mês chegarei a idade em que muitos jovens querem chegar, serei dono do meu nariz? Ah, claro que não, sei que é apenas mais um passar de datas, mas sei também que é um momento diferente para mim, não pelo fato de daqui alguns dias ter 18 anos e sim pelo fato de estar dando Adeus para a escola, acho que vou sentir um pouco de saudade, não das lições idiotas ou das aulas chatíssimas de Matemática, pela qual eu nunca consegui prestar atenção de verdade, mas acho que realmente sentirei falta do ambiente, não daqueles alunos retardados que ficam fazendo gracinhas e coisa do tipo, mas do ambiente amigável.
O ambiente escolar é muito gostoso, não sei exatamente o por que, talvez seja pelo fato de toda aquela rotina em que muitas vezes você é obrigado a freqüentar, essa mesma rotina que muitas vezes lhe dá uma raiva desgraçada, também traz um sentimento agradável que é o companheirismo e as amizades, ou vá me dizer que você não tem alguém que se apóia durante a longa aula? Claro que tem aqueles amigos que lhe trazem momentos felizes, pelo qual a amizade ultrapassa toda a barreira concreta da escola.
Deve ser isso, acho que o que mais vou sentir falta, sem duvida alguma é dos amigos que fiz durante todo esse meu caminho, é lógico que às vezes você enjoa de tudo e quer mais é que se foda tudo e todos, mas depois de alguns minutos, você se embala em mais uma conversa inútil e tudo volta ao normal.
Mudei totalmente de foco do meu texto, na verdade ia falar da minha ansiedade em fazer dezoito anos, na real mesmo, queria chegar nessa idade para poder tirar a carteira de motorista, não sei bem para que, não tenho carro, nem nada do tipo, para falar a verdade, o mais próximo de algo que ande que tenho é minha bike que está ainda por cima com o pneu furado, regassado, ksks, mas o que me importa, queria ter a carta ao menos. Quem sabe ano que vem eu compre seilá, um fusca.
Quando tinha quinze anos de idade, eu me via com dezoito sendo o fodão, nessa época meu sonho era fazer engenharia nuclear, mas mudei um pouco, talvez pelo fato da escassez e dificuldade do curso, que tem apenas em duas universidades em toda nossa pátria, mas enfim, acredito que esse sonho tenha passado, assim como o de Engenheiro Aeroespacial que deve ter sido aniquilado pela forte concorrência no ITA pelo qual sei que não teria competência para passar, é triste, mas essa é a realidade, agora meu sonho é mais acessível, não diria exatamente que é um sonho, mas minha vontade de fazer Historia bateu de forma interessante em meu peito, e ao menos vou começar o curso, que é uma das matérias que mais me interesso. Muitas pessoas falam para fazer Jornalismo e tal, só que minha escrita não é tão consistente e sei que fujo muito para o lado pessoal textual, fato esse que apenas sensacionalistas conseguem êxito.
Esse texto de dezoito anos vai ficar longe de qualquer foco, tenho certeza disso, mas o que me importa? Caralho, ficou muito longe do que eu queria escrever, mas agora nem sei qual titulo dar, mas tudo bem, terei que dar uma improvisada.
Sinto saudade de meus dez anos, de meus quinze anos, sinto saudade de muita coisa, mas agora vejo um outro Reinaldo, não sei se melhor ou pior, não cabe a mim julgar isso, mas um Reinaldo que sabe que tem muita coisa para enfrentar durante esse esburacado caminho da vida.

Nenhum comentário: