quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Sonhei com o 7


Hoje sonhei com o número 7, mas um 7 fantasia, mas me recordo muito apenas deste número e de um olhar, apenas isso, um 7 estampado na camisa laranja fluorescente, um 7 que está me atordoando nesse exato momento.
7, repeti tantas vezes esse número no parágrafo acima, que sem dúvida você não está entendendo nada do que estou tentando dizer, mas não é de difícil compreensão. Li algumas vezes que pessoas de escorpião costumam ter uma queda fácil por olhares marcantes, não acredito em porra nenhuma de horóscopo ou coisa do tipo, mas só que ao menos dessa vez, essa fantasia se mostra concreta com a minha personalidade.
Vou retornar a história desse número, fui para Ourinhos no fim de semana e uma garota ficou marcada em mim, não sei exatamente o por que, nem sequer troquei uma palavra, mas me marcou de forma insistente, perdi a final do regional, estava indo junto com meu amigo Isaque para a quadra de baixo da principal do Sesi de Ourinhos, até que ele dispara “Ta vendo aquela menina do olho claro, ta te encarando...”, na verdade não acreditei muito, talvez pelo fato do Isaque as vezes ser um pouco otimista, mas enfim, quando passamos por ela, realmente vi que ela parecia de certa forma atraída, mas tudo bem continuei a andar, até que me vi do outro lado da estrutura do Sesi.
Aqueles olhos parecem ter me hipnotizado, sério, devo ser tarado por olhos, nunca vi, nunca me lembro de nome, muito menos de rosto, mas de olhares, sempre lembro e lembrarei, tudo bem, o que uma pessoa normal faria, iria conversar com aquela pessoa e trocaria algumas idéias, certo? Mas tudo bem, quem disse que sou normal? O retardado fica pensando em olhares e coisa do tipo, mas nada de ir para lá.
Não me recordo fielmente o que eu fiz, só sei que depois que eu desci novamente, essa menina estava sentada próxima a quadra em que o pessoal de Prudente estava jogando, olhei com aquela cara de cachorro pidão e nada fiz.
Que cusão sem dúvida você deve estar pensando, mas e daí? Não sou assim tímido ou coisa do tipo, é que eu chego a vivenciar apenas por pensamentos uns trezentos anos de minha vida, é como se eu me jogasse no infinito a partir de idéias irrevogáveis, e o que na grande parte das vezes faço? Adivinhe...Nada.
Ai ai ai , sempre penso e nada faço, isso enjoa, sabe o que deveria ter feito? Corrido lá e primeiramente dar um belo dum abraço naquela garota número 7, e depois ver no que realmente daria, e agora fico perdendo meu tempo escrevendo esse imenso texto, reclamando de coisas que não fiz, a partir de agora vou começar a agir e perguntar menos.
Mas assim, caso a garota pesquise Copa SENAI 2011 – fase de Ourinhos, espero que encontre esse post e ao menos se identifique, olha que legal! Minha vida virou uma novela que está esperando para dar audiência...

Um comentário:

Henrique Tutoriais disse...

Os 7 monstrinhos...

kkkkkkkkk