segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Ressaca


Como vocês viram no post anterior, fui para um show pelo qual tomei umas e outras, e como todo dia após uma bebedeira, existe o pós, que é conhecido como ressaca.
Cheguei em casa, não sei por que, mas parecia que a chave teimava em não entrar no buraco da fechadura, que coisa, até que depois de alguns minutos, eu resolvi inverter a chave, e de forma espetacular, ela entrou e consegui adentrar em minha casa, tudo bem, cheguei em meu quarto, vi aquela zona de sempre e não sei por que pensei que deveria arrumar tudo aquilo algum dia, mas meio alto é que eu não o faria, tudo bem, tirei meu tênis e fui dormir, olhei para aquele ventilador de teto chato, que fazia um barulho estranho, parecia um NHEC NHEC, está bem, quando menos vi, dormi.
Até que do nada, me vejo sendo cutucado por uma mão que me chamava, era meu irmão enchendo o saco que minha mãe tinha falado para me acordar, pois todo mundo já tinha almoçado, acordei e senti que tinha alguma coisa me encomodando, era minha carteira, nossa que formato ruim ela tem, depois disso me levantei, minha cabeça estava doendo muito, o que deveria ser isso, a primeira coisa que pensei foi que deveria ser culpa do energético, deveria estar vencido, essa é a verdade, a culpa também poderia ser do gelo, quem sabe.
Era exato meio dia, uma hora dessas eu deveria estar a algumas horas acordado, mas esse domingo foi um dia atípico e acabei acordando meio tarde por causa da maldita ressaca.
Na hora do show, não sei por que, mas nunca ninguém pensa no dia pós bebedeira, o diazinho mais chato viu, parece que sua cabeça está estourando, e de vez em quando vem um barulhinho irritante no ouvido, meio que fazendo “INNNN!”, e esse barulho descomunal ferve durante algum tempo.
Será que compensa encher a cara, para depois ficar todo ferrado no dia depois do evento? Acho que não, o ser humano se mostra fraco e muitas vezes acaba escolhendo a bebedeira para tentar esquecer um pouco seus problemas, seja ela de momento ou não, no meu caso, foi para esquecer que estava integralmente só durante um certo período, e olha que chorão, vai buscar encher a cara para as respostas de sua problemática, é fácil isso né seu Mané.
O fato é que as pessoas tem que pensar muito antes de fazer atos para apagar ou acobertar outros, lembrando que a melhor resposta para os problemas é enfrentá-los de forma honrosa e digna, sem utensílios para diminuí-los como o álcool pode propiciar durante alguns instantes, ou seja, naquela hora, ou eu deveria ser forte e assistir um show só e ficar meio que mexendo a cabeça, ou quem sabe trocar idéia com alguém que estivesse na mesma situação que eu, creio que essa teria sido a melhor solução, mas vou fazer o que? Já foi, espero que das próximas vezes eu não seja tão fraco como fui.

Nenhum comentário: