quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Esgotado


Minha mãe me chamava para acordar, olhei bem para ela, e a única coisa que fiz foi retornar a dormir, sabia que tinha que levantar e me jogar ao mundo novamente, encarar a vida, mas naquele instante me deu um esgotamento, parecia que minha energia estava assolada, morta, senti um cansaço estranho, como se eu estivesse pronto apenas para dormir.
Esgotei, não era desmotivação ou coisa do tipo, era apenas esgoto físico, talvez emocional, não sei. A verdade é crua, estou muito cansado, cansado de várias coisas, mas às vezes não faço nada, apenas observo, mas tenho que fazer algo, não sei o que exatamente.
Deveria correr e gritar, levantei, peguei um copo de café e sentei em meu sofá, estendi o braço, estralei meus dedos dos pés e retornei a dormir.
Acordei, vi meu cabelo que tava todo zuado, tinha dormido de calça e tênis, tava muito jogado, estava mais parecendo um zumbi do que qualquer coisa, escovei os dentes e fui para a vida, acordei para o mundo, esgotado, mas não deixando de encarar o mundo.

Nenhum comentário: